Procure… e conheça uma nova Dory

Não tenho como negar que amo a sétima arte como um todo. Qualquer categoria de filme que existe eu assisto. Terror, Drama, Comédia, Romance… mas sempre tem aquela categoria que te chama mais atenção, e no meu caso é a Animação. E hoje eu não poderia vir falar de outro filme né.

Esta resenha contém pequenos spoilers

Fui assistir “Procurando Dory”. Entrei no cinema com uma expectativa e saí com outra. Você leitor deve estar se perguntando: “Por quê?”. Bem, eu vou te explicar.

Minha expectativa era de ver um filme que mostrasse como os personagens já tão conhecidos meus estavam e sim, mostrar um pouco além disso, até porque o filme ia ter uma história própria.  Mas o que aconteceu na verdade foi um filme que, muito além de mostrar a vida dos personagens depois dos eventos de “Procurando Nemo” me deu mais um enorme motivo para amá-los.

dory2

Conheci uma nova Dory, insegura e com medo, pois durante a sua infância sua falta de memória sempre a atrapalhou de ter uma vida normal.

Bem no começo do filme mostra a peixinha e seus pais, que muito amorosos tentavam achar uma solução da Dory não esquecer coisas importantes, como o caminho de volta para casa por exemplo.  Até que em um fatídico dia, ela se perde dos seus pais. E a sua falta de memória não ajudava porque ela nem ao menos sabia informar quem ela havia perdido. Por toda sua infância e adolescência saiu em busca de peixes que ela nem fazia ideia que existiam. Até que um dia ela conhece um peixe palhaço e sua vida muda (acho que vocês conhecem essa história).

Dory tem uma pequena lembrança dos seus pais. E quando ela conta sobre isso a Marlin, ela diz também que quer sair em busca deles, ele fica meio receoso, mas com a ajuda de Nemo ela consegue convencer o seu amigo a sair com ela nessa missão. Porém algo acontece. Alguém adivinha? Dory foi pega por um barco…

Sim, barco de novo.

Dessa vez Marlin e Nemo saem à procura de Dory. E nessa busca eles conhecem duas morsas bem preguiçosas que dizem qual é o local que eles estão. Que por acaso é um Centro de Tratamento das Vidas Marinhas. Nesse meio tempo, nossa querida peixinha já está resolvendo sua vida. Ela faz amizade com o polvo Hank e eles sai  à procura de seus pais. No caminho eles conhecem um peixe–baleia chamado Destiny, que é ninguém menos que uma amiga de infância da Dory.

Dory3_700

Quando ela finalmente consegue chegar até o local onde seus pais estariam acaba descobrindo que eles há muito tempo haviam ido embora.

Vou parar por aqui, pois estou quase chegando ao final da história. Não vou dar mais spoilers que eu já dei. Só posso dizer que uma coisa a vocês sobre esse filme. Assistam!

Pontos Positivos:

  • Ótima continuação do primeiro filme, a história não ficou perdida;
  • Nemo não está tão mala quanto na primeira história;
  • Crush aparece.

Pontos Negativos:

  • Bruce não aparece;
  • Sua barriga dói de tanto rir;
  • E tem certos momentos do filme que sua visão fica um pouco turva por causa das lágrimas que vão se formar no canto do seu olho.

Ah! Só mais uma coisa. Fiquem até o final, pois tem Pós Crédito. É sério.

Não esqueçam de deixar seus comentários e continuem a nadar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s