O outro lado da Guerra Civil

civilwar-capvsironman-promo

Sinopse: Steve Rogers, o Capitão América, é o atual líder dos Vingadores, um super-grupo de heróis formado por Viúva Negra, Feiticeira Escarlate, Visão, Falcão e Máquina de Combate. Após o ataque de Ultron, um novo acontecimento faz com que os políticos busquem algum meio de controlar os super-heróis, já que seus atos de heroísmo afetam toda a humanidade. Tal decisão coloca Steve em rota de colisão com Tony Stark, o Homem de Ferro.

_________________________________

Esta resenha contém spoilers leves do filme.

Em tempo, eu olho para a minha prateleira de quadrinhos e me pergunto como cheguei aqui. Daí eu olho para Marvel e vejo quanto eles evoluíram desde produções fatídicas como o filme do Demolidor e, vendo sua atual série, começo a perceber como tudo se encaixa para melhor. Quanto cada vez mais eu vejo como todas as mídias vêm evoluindo, ganhando mais espaço e, consequentemente também, gerando uma demanda ainda maior de narrativas frescas, mais vejo que há espaço para tudo e para todos.

Guerra Civil é o pontapé inicial para construir o universo para a fase 3 do Universo Marvel e conta com a direção dos irmãos Russo. A história gira em torno de um atentado provocado pelo vilão Ossos Cruzados, que acaba por desencadear um incidente capaz de colocar Os Vingadores em cheque com o governo. Divididos por suas opiniões e também por outras subtramas que ocorrem no decorrer do filme, é começado o desenvolvimento de eventos que provocará o conflito entre os heróis. Além de também apresentar novos personagens para o universo cinematográfico da Marvel.

MV5BMTQ3NjIwMzk5MV5BMl5BanBnXkFtZTgwMjY0MjY1ODE@._V1_CR0,60,640,360_AL_UX477_CR0,0,477,268_AL_

A questão do embate ideológico entre o Homem de Ferro e o Capitão América é bem colocada, ficando bem explícita o quão real será a influência do governo e o resultado deste filme para os que ainda virão. Em suma, Guerra Civil pode ser o primeiro passo a ser dado para introdução dos Vingadores Secretos. O que isso quer dizer para a Marvel no cinema? Bem, além do já confirmado Guerra Infinita, há provavelmente a possibilidade de vermos arcos como Reinado Sombrio O Cerco (esta recém relançada pela editora Panini, uma excelente HQ) nos cinemas. E o que vemos nesse filme dá sinais claros de que isso é mais possível do que pensamos. O relacionamento entre Visão e a Feiticeira Escarlate, o retorno do Gavião Arqueiro, a aparição do Pantera Negra e, por fim, o retorno de um certo camarada aracnídeo. Tem tudo preciso para explorar as HQs mais clássicas e construir roteiros cada vez mais complexos. O filme, então, torna-se a estrada para ainda mais eventos conjuntos que não precisem ser contados somente em “Vingadores”.

Contudo, ao mesmo tempo, este ainda é um filme do Capitão América. O personagem Steve Rogers tem um enorme foco de desenvolvimento de personagem, com vários momentos de drama intenso, de envolvimento com outros personagens e de revelações que colocarão tudo a mudar. É um filme mais sério e até mesmo sombrio, mesmo com os alívios cômicos presentes no filme. Todos os personagens têm o tempo exato nas telonas e não deixam a desejar, o que faz com que fiquemos boquiabertos com a luta definitiva deles no aeroporto que, com certeza, deve entrar para a lista de melhores cenas de luta nos filmes de super-heróis. A última vez que fiquei tão animado no cinema foi durante a invasão à casa branca no filme X-Men 2. Isso sem contar as diversas referências aos quadrinhos que deram origem ao filme… e que me lembram das falhas que ele tem.

riprDud

Sim, Guerra Civil chegou a um 1 bilhão de dólares de lucro recentemente, mas ainda não é um filme perfeito. O vilão, Barão Zemo, baseado no personagem de mesmo nome dos quadrinhos, apesar de inteligente, possui uma motivação fraquíssima para o que faz durante o longa. Sem falar que ele parece ter sido gasto de maneira rápida. A menos que ele volte em um próximo e com um plano ainda mais mirabolante, terá sido usado em vão um vilão que, no quadrinhos, é uma das maiores ameaças ao grupo de heróis. Outro problema está no final do filme. Sem dar nenhum spoiler, o conflito termina de maneira aberta. Longe de ruim, mas eu esperava algo mais agravante do que foi mostrado. É claro, de fato houve uma grande alteração na equipe e, como citei aqui, pode ser o pontapé inicial para futuros eventos do cinema com a equipe, principalmente agora que heróis como Pantera Negra Doutor Estranho estão prestes a terem seus filmes solo.

E em comparação aos quadrinhos… bem, é algo totalmente diferente. O que é feito no filme em apenas duas horas e alguns minutos consegue capturar a essência por detrás da Guerra Civil, construindo sua própria narrativa enquanto, ao mesmo tempo, adiciona um novo capítulo para todos os heróis do universo cinematográfico. Contudo, apesar das mudanças na equipe, está longe de ser uma ruptura definitiva. Um outro problema é que tirando o discurso da Sharon Carter (que referência incrível!), as discussões sobre a lei parecem ter sido simplificadas. Enquanto nos quadrinhos temos um longo debate envolvendo o Homem-AranhaTony Stark e o Capitão América, no filme isso foi reduzido a alguns diálogos abordando isso e que mais tarde foram reutilizados para que o Capitão pudesse continuar a tentar ajudar o seu amigo Bucky, o soldado invernal. Por mais que o cabeça de teia esteja no filme (com uma atuação digna do herói, diga-se de passagem), ele não teve a participação épica que esperávamos. A única coisa que se assemelha ao original, além do embate ideológico, é a batalha final entre o Capitão América e o Homem de Ferro. Além de ser abarrotada de referências, ela possui um valor simbólico equivalente ao que vemos nos quadrinhos: dois grandes amigos que acabam brigando por um motivo que, no fim de tudo, não vale a pena. É uma luta onde não há heróis ou vilões, e, nas palavras do próprio Visão, somente o caos prevalece.

Captain-America-Spider-Man-Civil-War-trailer

Por fim, pode não ser a Guerra Civil que queríamos, mas certamente era a que precisávamos. A Marvel conseguiu acertar mais uma vez em manter o nível, jogando na zona segura ao mesmo tempo que abriu um enorme campo para as mais variadas possibilidades. Resta saber se agora, com o início da terceira fase, eles irão abraçar a causa de se aventurar cada vez mais em tramais mais profundas, sombrias e bem trabalhadas, ou se continuarão a jogar em terreno seguro. Espero que cedo ou tarde, inclusive, o Barão Zemo possa reaparecer para ver um embate de verdade de ele contra Os Vingadores. E também que eu possa ver cada vez mais arcos épicos e clássicos sendo adaptados de maneira inteligente. Conheço a Marvel e sei de seus defeitos, então espero que eles possam rever os pontos aqui citados e corrigi-los em filmes futuros. Inclusive, agora que vi o que os irmãos Russo conseguem fazer com múltiplos personagens, estou ansioso para ver como ficará Guerra Infinita. Isso promete ser épico.

Apesar das falhas, Guerra Civil ainda é um filme divertido, bem ritmado e épico. Recomendo fortemente irem assistir para tirarem a sua conclusão do que acharam do filme e também fazerem as suas próprias comparações com a HQ.

Pontos Positivos:

  • Direção competente e bem ritmada.
  • Cada personagem tem seu tempo de cena de maneira balanceada.
  • Cenas de ação de tirar o fôlego e com boa trilha sonora.
  • Diversas referências às HQs, usadas de forma inteligente.
  • Carga dramática interessante e fácil de compreender.
  • Poucos momentos de alívio cômico em relação aos filmes anteriores, o que contribui para a seriedade dos atores e para melhor aproveitamento dos mesmos.
  • Pantera Negra.

Pontos Negativos:

  • Motivação do vilão principal é bem fraca.
  • O final do conflito poderia ter sido um pouco melhor trabalhado.
  • O filme constrói diversas possibilidades para futuros longas, mas ainda deixa a desejar na causa-consequência.
  • Apesar das cenas do Homem-Aranha serem legais, é possível perceber que elas foram postas de forma abrupta no roteiro. Não são ruins, mas com certeza estão fora do lugar.

_________________________

Obrigado a você que chegou ao final desta resenha. O que achou? Sentiu que falou algo? Não deixe de deixar seu comentário aí embaixo e também de seguir nosso Blog. E se puder, dê uma olhada no meu atual projeto literário, Os Cinco Pilares. Tenho certeza de que vai se divertir lendo e talvez até mesmo criticando o meu trabalho.

Não deixe também de ler a HQ que deu origem ao filme (ou até mesmo a adaptação em romance que foi lançada por aqui no Brasil) para poder fazer suas comparações. E lembre-se sempre: escolha aquilo que lhe agrada mais, pois somente vasculhando bastante é que podemos encontrar boas histórias capazes de agradar nosso gosto!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s