Scarface (1983)

Por: Caique Lopes

O que uma pessoa é capaz de fazer para alcançar seus objetivos ? O que VOCÊ faria para chegar onde quer ? Quanto vale o “Sonho Americano” ? Estas são algumas das questões encontradas em “Scarface”. O longa dirigido por Brian De Palma acompanha a trajetória de Tony Montana (Al Pacino) em sua escalada para se tornar um chefão do crime.

ea640c19d019a6a86a5f3a08a9c6d4df

“O Mundo é Seu” – Esta frase é vista por Tony em um anúncio, e se torna seu lema pessoal.

Baseado no filme de Howard Winchester Hawks lançado em 1932 e inspirado na vida do gângster italo-americano Alphonse Gabriel Capone ( Al Capone) “Scarface” começa com uma breve introdução sobre as tensões políticas e econômicas vividas em Cuba naquele período. Uma emigração em massa conhecida como “Êxodo de Mariel” que resultou na chegada de 125 mil refugiados cubanos em Miami. Eles foram recebidos pelo governo americano e instalados temporariamente em abrigos até que recebessem seus vistos (Green Card) para que pudessum viver legalmente no país. Mais tarde autoridades locais perceberam que entre os civis havia uma grande quantidade de criminosos também fugitivos da repressão de Fidel Castro, entre eles estava Antonio Raimundo Montana.

Ao longo da trama acompanhamos o protagonista em sua busca pelo “Sonho Americano”. Ele inicialmente aceita trabalhar para um grande criminoso local coletando drogas e cobrando dívidas, mas sua ambição por riqueza somada a uma personalidade forte e explosiva fazem com que Tony saia da condição de mero capanga para se tornar sócio de seu chefe, Frank Lopez (Robert Loggia).

.

plano-cocaina

Cena que retrata o ponto alto do descontrole de Tony Montana.

Talvez “Scarface” pudesse ser apenas mais um filme de gângsters, daqueles que apelam para a violência gratuita para atrair a atenção dos espectadores. Contudo, a boa direção de Brian De Palma, o roteiro preciso de Oliver Stone e a elogiada atuação de Al Pacino fazem desta obra cinematográfica uma das mais importantes de todos os tempos. Os produtores tiveram não apenas a preocupação em contar uma boa história, mas também de promover discussões sobre questões sociais, políticas, psicológicas, emocionais, familiares etc. O filme procura mostrar como o tráfico de drogas se organiza, desde a produção, transporte, venda, lavagem de dinheiro e subornos. Além de evidenciar como uma vida de excessos e ganhos fáceis podem desmoronar de maneira fulminante, definitiva e mortal.

Em meio a toda obsessão por riqueza, luxo e de toda agressividade que movem de Tony Montana não podemos negar que seu lado “bom” se manifesta em alguns momentos da narrativa. Eventualmente ao longo da trama ele defende valores morais e algumas regras de conduta consideradas por ele invioláveis (como por exemplo ferir crianças). Ele também busca se reaproximar de sua mãe Georgina (Míriam Colón) e de sua irmã Gina (Mary Elizabeth Mastrantonio), com quem mantêm um relacionamento conturbado.

pfeiifer-scarface

Elvira Hancock (Micheller Pfeiffer) – Esposa de Tony Montana.

Com mais de 30 anos de idade “Scarface” tem lugar permanente na minha lista de filmes favoritos. Todo o impacto de sua violência visual é justificada e/ou suavizada por uma narrativa bem construída e bem conduzida. Concluo afirmando que Tony Montana não é um exemplo de cidadão  a ser seguido. Amá-lo me parece bastante improvável, mas eu tenho certeza de uma coisa, você nunca irá esquecê-lo.

foto-set-de-cinema

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s