10 animações brasileiras que você não conhece

Longas animados são adorados em todos o mundo. Seja pelas crianças que se encantam com universos coloridos e entusiasmantes, e seus personagens fantásticos, seja por adultos que além de se divertirem conseguem extrair da trama algum conceito moral que se aplica na nossa sociedade.

O destaque maior por tais produções pertencem aos grandes estúdios norte-americanos, contudo grandes obras animadas, muitas vezes desconhecidas, são criadas em outros países e muitas outras recebem importantes prêmios nacionais e internacionais.

Por isso, elaboramos esta lista com 10 animações brasileiras que talvez você não conheça (A ordem dos filmes não indica nossa preferência ou qualidade das obras).

1.Sinfonia Amazônica (1953)

sinfo

Primeiro longa-metragem brasileiro de animação, que estreou nos cinemas em 1953 e que foi exibido na festival Anima Mundi de 2009.

Direção: Anélio Latini Filho.

Sinopse: Sete lendas amazônicas (lenda da noite, lenda da formação do Rio Amazonas, lenda do fogo, lenda da Caapora, lenda do Jabuti e da Onça, lenda da Iara e lenda do Arco-Íris), são interligadas pelo indiozinho Curumi, que tem um boto como companheiro de aventura.

 

 

2.Cassiopeia (1996)

cassiopeia-poster02Considerado o primeiro longa-metragem da história a utilizar um processo totalmente computadorizado na sua produção. Nenhum modelo externo foi usado como base para a criação dos personagens ou ambientes vistos no filme. Desta forma a produção é reconhecida como o PRIMEIRO LONGA-METRAGEM PURAMENTE VIRTUAL DO MUNDO. Mais informações disponíveis no site do Museu da Computação e Informática – MCI.

Direção: Clóvis Vieria.

Sinopse: Atenéia é um planeta pacífico, localizado na constelação de Cassiopéia, cujos habitantes vivem em perfeita harmonia. A situação muda quando invasores atacam o planeta, na intenção de drenar toda sua energia vital. Desesperada, a princesa Lisa envia sinais de socorro pelo espaço. Chip e Chop recebem o pedido e, com a ajuda de Galileu e Leonardo, partem para salvar Atenéia.

 

3. Wood & Stock – Sexo, Orégano e Rock’n’Roll (2006)

20005541

O filme é inspirado na obra do cartunista e chargista Arnaldo Angeli Filho, mais conhecido como Angeli. O longa recebeu em 2008 o prêmio de Melhor Filme de Animação no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro. A cantora Rita Lee e o ator Zé Victor Castiel compõem o elenco.

Direção: Otto Guerra.

Sinopse: Em uma festa na virada para 1972, na casa de Cosmo, estão os jovens Wood, Stock, Lady Jane, Rê Bordosa, Rampal, Nanico e Meiaoito, que vivem intensamente o barato do flower power ao explodir dos fogos de ano novo. Trinta anos se passam e nossos heróis, agora carecas e barrigudos, enfrentam as dificuldades de um mundo cada vez mais individual e consumista. Família, filhos, trabalho, contas a pagar e solidão são conceitos que não combinam com o universo inconseqüente desses “bichos-grilos” perdidos no tempo. O jeito é dar ouvidos à voz sábia de Raulzito e ressuscitar a velha banda de rock’n’roll.

4. Belowars (2009)

capa_belowars_600

O longa foi premiado na categoria Melhor Roteiro no Festival Animage no ano de 2008, em Pernambuco. Além de representar o Brasil no Anima Mundi e no Festival Granimado, ambos em 2008. Também foi selecionado para o Festival Internacional de Animação da China.

Direção: Paulo Munhoz.

Sinopse: Baita é um humilde garoto do campo que sonha em apreender a “arte da guerra”. Sua aventura o leva a muitos lugares, ao encontro de muitas pessoas, ao enfrentamento da sua guerra interior. Será que Baita vence ou perde essa batalha? O filme é uma livre adaptação da obra “Guerra Dentro da Gente”, do escritor Paulo Leminski.

 

5. As Aventuras do Avião Vermelho (2014)

PosterCinema Aviao NOVO.indd

O filme é uma adaptação do livro de Erico Verissimo, escrito em 1936.

Direção: Frederico Pinto e José Maia.

Sinopse: A trama apresenta a história de Fernandinho, um menino de 8 anos, que perdeu a mãe há pouco tempo, tornando-se um garoto solitário, sem amigos e com problemas de relacionamento com o pai e na escola. Sem saber como lidar com a situação, o pai tenta conquistá-lo com presentes. Nada funciona até que ele dá para o filho um livro de sua infância. Encantado com a história, Fernandinho decide que precisa de um avião para salvar o Capitão Tormenta – aviador personagem do livro, que está preso no Kamchatka. A bordo do Avião Vermelho e junto com seus brinquedos favoritos, Ursinho e Chocolate, que ganham a vida com sua imaginação, Fernandinho visita lugares inusitados, como a Lua e o fundo do mar, e percorre diferentes territórios – África, China, Índia, Rússia. Ao longo dessa jornada, ele descobre o prazer da leitura, a importância de ter amigos e o amor do pai.

 

6. Brasil Animado (2011)

conteudo_52341

Primeiro filme nacional filmado em 3-D.  Sua proposta é mostrar o que há de melhor no Brasil, exaltando suas belezas naturais e sua diversidade cultural.

Direção: Mariana Caltabiano.

Sinopse: Stress é um empresário que sempre pensa em novas formas de enriquecer. Relax é um diretor de cinema, que sempre tenta convencer Stress a investir em seus projetos. Um dia Relax propõe que eles encontrem o grande jequitibá rosa, a árvore mais antiga do Brasil. Stress gosta da ideia, pois logo vê a possibilidade de ganhar dinheiro vendendo ingressos para visitá-la. Só que a dupla não tem a menor ideia de onde ela esteja. Desta forma, partem em viagem pelo Brasil dispostos a encontrá-la.

 

7. Uma História de Amor e Fúria (2013)

AF_cartao postal_Rio+20.indd

O filme marca estreia de Luiz Bolognesi como diretor de longa-metragens. Profissionais da área de História e Antropologia foram consultados para definir quais períodos históricos brasileiros seriam reproduzidos no filme.

Direção:  Luiz Bolognesi.

Sinopse: “Uma História de Amor e Fúria” é um filme de animação que retrata o amor entre um herói imortal e Janaína, a mulher por quem é apaixonado há 600 anos. Como pano de fundo do romance, o longa de Luiz Bolognesi ressalta quatro fases da história do Brasil: a colonização, a escravidão, o Regime Militar e o futuro, em 2096, quando haverá guerra pela água. Destinado ao público jovem e adulto com traço e linguagem de HQ, o filme traz Selton Mello e Camila Pitanga dublando os protagonistas. O longa conta ainda com a participação de Rodrigo Santoro, na pele do chefe indígena e de um guerrilheiro.

8. O Menido e o Mundo (2014)

21044995_20130928212519193

O filme conta com as participações especiais de Emicida, Naná Vasconcelos, Barbatuques e GEM- Grupo Experimental de Música. Trilha sonora original de Ruben Feffer e Gustavo Kurlat.

Direção: Alê Abreu.

Sinopse: Sofrendo com a falta do pai, um menino deixa sua aldeia e descobre um mundo fantástico dominado por máquinas-bichos e estranhos seres. Uma inusitada animação com várias técnicas artísticas que retrata as questões do mundo moderno através do olhar de uma criança.

 

 

 

9. Boi Aruá (1985)

boi_aruc3a1

Premiado pela Unesco por estimular a cultura sertaneja, o longa aborda através do mito do Boi Aruá o cotidiano do Nordeste brasileiro. Entre os temas principais dos trabalhos do cineasta e artista plástico Chico Liberato estão o sertão e o sertanejo, a arte popular e as figuras místicas presentes no candomblé.

Direção: Chico Liberato.

Sinopse: Inspirada no imaginário nordestino, a animação conta a história do arrogante e egoísta fazendeiro Tibúrcio, que fica obcecado com a figura misteriosa de um enorme boi negro que, além de zombar dele, parece desafiá-lo. Inúmeras vezes, o fazendeiro tenta capturá-lo, mas falha, fazendo com que se sinta cada vez mais humilhado.

10. Zoom (2016)

cartaz_zoom

O filme é uma co-produção internacional entre Brasil e Canadá, uma comédia sarcástica, rodado em ambos os países e falado em inglês e português. Um terço do longa-metragem foi realizado com a técnica da animação em rotoscopia, que consiste em desenhar sobre a imagem filmada quadro a quadro. As cenas foram filmadas com atores reais, com Gael Garcia Bernal como protagonista desse núcleo, e posteriormente a equipe de desenhistas, comandada pelo ilustrador Adams Carvalho, desenhou sobre todo o material filmado.

Direção: Pedro Morelli.

Sinopse: Misturando animação com live-action, a trama acompanha três artistas: um diretor de cinema, um criador de história em quadrinhos e um escritor. A vida de cada um deles se passa em realidades paralelas e suas histórias são contadas uns pelos outros.

E você já assistiu algum desses ? Nunca ouviu falar ? Comente aí embaixo.

 

2 comentários sobre “10 animações brasileiras que você não conhece

  1. As aventuras do avião vermelho é aquele filme de animação que eu fiquei completamente animado para ver no cinema, mas quando ele saiu não veio para o meu estado 😦 . Sou super fã do Erico Verissimo e me acontece uma dessas…
    ——
    O menino e o mundo é aquele filme que a gente torceu no Óscar sem nunca ter visto. De todo modo, espero sanar essa deficiência em breve.
    ——-
    O resto eu ouvi falar de um ou dois e nunca tive interesse mesmo. Mas enfim, a lista é boa e consegui descobrir coisas que eu realmente não imaginava como o caso do Cassiopeia^^.

    Curtir

    • Primeiramente obrigado pelo comentário!!
      O que realmente nos surpreendeu na construção dessa lista foi a quantidade de boas animações brasileiras que não são ou foram amplamente divulgas. Fato que acaba diminuindo a expectativa do público em relação ao cinema nacional.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s